Consulta de Conteúdo

  • DESTAQUES E EVENTOS

 Consulta de Conteúdo

 Consulta de Conteúdo

  • Eventos

 Consulta de Conteúdo

  • 14 JUN 2018
    CMC REALIZA SESSÃO DE ESCLARECIMENTO SOBRE A CHECKLIST DE REGISTO DE SOCIEDADES DE NOTAÇÃO DE RISCO

    ​A Comissão do Mercado de Capitais (CMC) realizou, no dia 14/06/2018, nas suas instalações, uma Sessão de Esclarecimento sobre a Checklist de Registo de Sociedades de Notação de Risco.  

    Durante a sessão frisou-se a importância que as sociedades de notação de risco desempenham actualmente, cabendo-lhes a emissão de pareceres relativos à qualidade de crédito de uma entidade ou valor mobiliário emitido através de um sistema de classificação. As notações de risco emitidas por estas sociedades devem permitir aos investidores dispor de indicadores claros e objectivos sobre uma disparidade de informações existentes, permitindo-lhes reduzir esta assimetria informativa. Assim, o seu exercício deve reger-se segundo princípios de integridade, transparência, responsabilidade e boa governação.

    Participaram na sessão representantes de instituições do sistema financeiro angolano, tais como o Standard Bank Angola, o Banco de Poupança e Crédito (BPC), a Nossa Seguros e a Odell Global Investors. 

    Edgar Quessongo, Director do Gabinete Jurídico e de Contencioso da CMC, referiu na abertura do encontro que "o objectivo da sessão é o de criar uma maior aproximação entre a CMC e as áreas que respondem pelas questões ligadas às sociedades de notação de risco, de forma a tornar os normativos da CMC mais conhecidos e garantir assim a sua correcta aplicabilidade". O Director do Gabinete Jurídico e de Contencioso da CMC frisou ainda a "importância da troca de experiência que encontros como este podem proporcionar e a importância da necessidade de prestação de informação aos clientes para que os mesmos possam tomar as melhores decisões de investimento, diminuindo assim o grau de incumprimento observado por parte de alguns dos nossos supervisionados", concluiu.

    As prelecções ficaram a cargo de António Van-Dúnem e Aldemiro Gonçalves, técnicos do Departamento de Supervisão de Organismos de Investimento Colectivo e Emitentes da CMC.  

    Este evento enquadra-se no âmbito da política de proximidade com os operadores do mercado que a CMC definiu como parte da sua estratégia para dinamização do mercado de valores mobiliários em Angola.

    Foto1.jpg