Ignorar Comandos do Friso
Saltar para o conteúdo principal
SharePoint

eventoEdit

 LeftSideMenu

NOTÍCIAS E DESTAQUES
DESTAQUES
NOTÍCIAS

 News-Events Detail

DIA 4 DA SEMANA MUNDIAL DO INVESTIDOR: “O FUTURO DAS FINANÇAS COM AS FINTECHS E CRIPTOACTIVOS”

​No quarto dia de sessões que a Comissão do Mercado de Capitais (CMC) tem organizado no âmbito das actividades previstas para a Semana Mundial do Investidor, foi realizado a 8 de Outubro de 2020 o webinar “O Futuro das Finanças com as Fintechs e Criptoactivos”. 

O webinar, realizado em parceria com a Media Rumo S.A., contou com a participação de representantes de importantes instituições financeiras de Angola, Brasil, Cabo-Verde e Moçambique. A representar Angola estiveram Marcelo Barreto, Consultor de TI, Airton Lucas, Analista Macro Fiscal e Fundador da Usekamba e Morato Custódio, Consultor e Mentor de Projectos Digitais. Por Cabo-Verde estiveram Jair Silva, Director Geral da SISP e Antão Chantre, Administrador Executivo do Banco Caixa Económica de Cabo-Verde. Brasil marcou presença com Isac Costa, analista de mercado de capitais da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e Moçambique com Arlindo Lombe, Director do Departamento de Inclusão Financeira do Banco de Moçambique. A moderação ficou a cargo de Dilson Gaspar, Sub Director do Gabinete de Desenvolvimento do Mercado da CMC. 

Promover o conhecimento, desmistificar os conceitos de fintechs e criptoactivos, benefícios e riscos esteve na base deste webinar.  

Da união de finanças (finance) e tecnologia (technology), pelas intervenções dos integrantes do webinar, ficou patente que as fintechs definitivamente vieram para revolucionar o mercado financeiro e a rotina dos consumidores, tanto os bancarizados como os não bancarizados. Neste contexto, os bancos tradicionais já começaram a se modernizar demonstrando a força e a importância das fintechs no mercado. 

De forma geral, os participantes concordaram igualmente com a visão de que as fintechs e criptoactivos promovem um processo de interação financeira real, pois oferecem mecanismos simples de acesso a instrumentos financeiros outrora não disponíveis, abrindo assim portas para o surgimento de novos hábitos e comportamentos.

Em Angola, as fintechs têm ganho cada vez mais relevância devido à sua forte componente de inclusão financeira, uma vez que o país é constituído por uma população jovem com apetência para estes produtos e, embora de forma tímida, já se começa a vivenciar a era das fintechs.

O webinar “O Futuro das Finanças com as Fintechs e Criptoactivos” pode ser revisto na íntegra neste link​.


^

voltar ao topo

X

Este website utiliza cookies para proporcionar uma melhor experiência de utilização. Ao continuar a navegação neste website sem alterar as definições, está a concordar com a utilização de cookies.